O texto a seguir foi traduzido do site Live About e como é super interessante, resolvemos trazer como dica para os figurinistas.  

Uma das melhores coisas sobre a Internet para aqueles que trabalham com artes cênicas é a forma que preserva e destaca a pesquisa, as informações e os sucessos criativos de pessoas e de produções em todo o mundo, e como ela direciona tudo isso facilmente para você em seu computador. A Internet garante sua imortalidade, assegurando que as descobertas criativas de figurinistas do passado não sejam esquecidas e possam ser acessadas instantaneamente ao longo das décadas e até mesmo séculos. Essa riqueza de informações pode ser uma ferramenta de ensino, bem como uma poderosa fonte de inspiração.

Os interessados na arte do figurino devem andar em uma corda bamba para elaborar suas criações porque geralmente tem que se adequar a muitos parâmetros como personagem, gênero, idade, tamanho, tempo, lugar, estilo e muito mais. Mas com esses elementos e armado com o conhecimento específico que eles precisam para vestir seus personagens, eles podem fazer o que quiserem. Isso significa que figurino em sua natureza envolve uma grande quantidade de estudo e pesquisa, e nós encontramos recentemente alguns sites que vão ajudar os figurinistas e estudantes de figurino com muitas inspirações quando precisarem. 

Criado por uma revista de moda francesa/alemã do final do século 19, esse site feito por Alexa Bender é um dos que figurinistas e estudantes de figurino vão mergulhar. 

La Couturiere Parisienne é um site viciante e incrivelmente útil (oferecido em alemão e inglês) que fornece uma riqueza de informações e materiais de referência para figurinos de época, desde a Idade Média até o começo do século XX. Esse site é organizado por período, estilo e século, com seções separadas em Medieval e Renascença, acessórios, figurino étnico, como também informações por séculos (entre os anos 1600, 1700,1800 e 1900). Visitantes querendo apenas ter uma noção sobre um período específico precisam apenas clicar no século e vão poder olhar centenas de pinturas e desenhos que captam a vestimenta da época de um jeito que nenhuma descrição seria capaz. 

Povo de Gante negocia com Felipe, Duque da Borgonha, no final do século XIV (1301-1400).

Retrato de família em 1700. No site tem não só registros de famílias ricas, mas de camponeses também.

Dança rural.

Passeio no parque de 1792.

Roupa masculina em 1844.

Com seu ar acadêmico, o site de Bender é como ter um chá com uma professora fascinante e ligeiramente intimidante. Há mais de 4000 imagens na base de dados do site, além de artigos e até estampas autênticas das épocas. É um bom site para se perder por horas (Mas não digam que não te avisamos quando 3 horas misteriosamente já tiverem passado desde que você entrou no site. São coisas fascinantes). 

"O que mais me fascina sobre figurino são as múltiplas técnicas usadas para criar um visual", disse Bender, "a maioria das técnicas já morreu nessa época de produção de massa. Muitas pessoas hoje em dia podem pensar que as máquinas modernas são melhores para produzir tecidos complexos, rendas e outros parecidos, enquanto na verdade, os artesãos de antigamente - especificamente do século 18 - poderiam derrubar a tecnologia moderna."

Quando perguntamos qual é seu figurino de filme favorito, Bender prefere aqueles que se misturam (são mais discretos) ao invés de se destacar: "Eu não tenho um figurino de filme favorito porque a maioria deles é fraco do ponto de vista sobre autenticidade. A BBC produziu algumas minisséries como Aristocratas com bons figurinos, e nenhum deles se destaca do resto. Não se destacar para ser percebido é parte da autenticidade de época: Os bons são despercebidos porque eles se misturam com a cena muito bem. São os ruins que eu reconheço estando fora do lugar."

Prepare-se para se deliciar com Clothes on Film. As imagens  neste site oferecem inspiração dentro de segundos do primeiro clique do mouse.

Criado por Chris Laverty com o objetivo de examinar "figurinos e identidade nos filmes", Clothes of Flim oferece imagens, análises e discussões, em alguns casos, de alguns figurinos de filme e televisão, desde a perfeição de Grace Kelly, Bond, ou Mad Men, até ecléticos como O Grande Lebowski e Os Excêntricos Tenenbaums.

O site pode ser confuso de navegar porque a quantidade enorme de informações não aparece a primeira vista. De qualquer forma, é válido se esforçar para dar uma cavada para encontrar as imagens e textos sobre filmes de vários estilos e orçamentos. 

"O que me fascina sobre figurino é que pode contar uma história integrada ou independente da narrativa", disse Laverty. "Pode ser evidente ou subjetivo, visível, obscuro, puramente para a exposição ou pronto para uma análise. Uma vez que você começar a observar os figurinos e tomar notas, isso abre um leque de interpretações." O site também têm entrevistas (como uma com a figurinista Colleen Atwood), e análises de figurinos icônicos e até mais recentes. 

O figurino favorito de Laverty? Uma camiseta lisa branca de James Dean no filme Juventude Transviada: "Masculino, exposto, puro", ele comenta. "É um modelo de sexualidade masculina. Muito parecida com o próprio Dean, na verdade."

De James Dean a Harry Potter e Se Beber, Não Case!, Clothes in Film oferece uma maneira elegante de se afastar por um hora ou duas para apreciar a arte e o figurinista

Parte pesquisa e outra parte loja online, o site da Dr. Tara Maginnis não é o mais atraente, mas compensa com o conteúdo. 

Maginnis oferece informações e conselhos online, a maioria para download gratuito imediato. Os tópicos e as dicas incluem de tudo, desde os "como fazer" a como comprar com segurança, canalizar a criatividade, como evitar bloqueio criativo, e informações como "Coisas que ninguém te conta sobre máquinas de costura". 

E claro, há o Manifesto do Figurinista, mostrando a responsabilidade do profissional e o que torna a profissão tão especial. 

É uma fonte incrível de conteúdo, conselhos, referências e mesmo com o site não sendo atraente, você ainda pode passar meses descobrindo coisas novas para aprender. É definitivamente um item para se lembrar. 

Esses 3 sites estão em inglês, mas nada que o bom Google Tradutor não facilite a leitura.

  • Outros sites

Outra fonte de pesquisa interessante é o blog Retales de un idilio que além do blog também tem um instagram com análises bem interessantes de figurinos de séries e filmes. Vale a pena ver também o instagram que tem conteúdo diferente do blog.

No Brasil ainda tem poucas fontes de pesquisa de figurino. É interessante destacar o Instagram @costumedesign.br que faz uma minuciosa análise sobre figurinos de filmes e séries, é de leitura muito fácil e interessante.

E claro, este blog que vos fala, o que fazemos aqui é pegar tudo que há de informação sobre um filme ou série e compilar num texto que mostre como é que aconteceu aquela criação, onde foi que o figurinista fez sua pesquisa de imagens e muito mais.